A Era das Hashtags.


Em terra de hashtags quem escreve uma frase é rei.
Uns dos meus sonhos sempre foi ser publicitário ou jornalista. Sempre gostei de me comunicar. Mas, a comunicação nos dias de hoje, a meu ver, tem sido fraca e rasa em todos os sentidos, a comunicação dos “hashtags”.

Nessa “Nova Era” (como tenho chamado) da comunicação, esse símbolo tem substituído muitas palavras e sentimentos. As pessoas não se expressam umas às outras com palavras bonitas e profundas. Há de lembrar da época dos nossos bisavós ou antepassados que escreviam cartas para expressar seus afetos, projetos, ideias, ideologias, fé, discernimentos, raiva e amor. 

Se você, assim como eu, é cristão ou confessa a fé em Cristo, saiba que isso só aconteceu por que nossos pais da Fé escreveram cartas, muitas cartas, para expressar os acontecimentos de suas épocas. O problema desta “Nova Era” é: 

Como estamos expressando nossa fé ou a fé de nossa época para as gerações futuras? Podemos ler apenas um dos quatro evangelhos disponíveis para nós, e perceber quanta poesia está contida nesses documentos. Vejamos a primeira carta do apóstolo João.

 A maneira que ele expressa seu amor pelo Cristo, aquém ele teve o privilégio de deitar a cabeça no peito, descobrindo como um amigo íntimo conta um segredo, quem o trairia, dessa maneira, recebendo uma informação privilegiada. ( João 13:25 ) 

A própria carta escrita por Paulo a cidade de Corinto é algo deslumbrante, quando ele fala do amor em 1 Coríntios 13. A forma que ele descreve o amor e que profundidade ele descobriu em apenas uma palavra! 

Por que tantas palavras para expressar uma única? 

Porque Paulo conhecia o tema de suas cartas, Jesus Cristo!! ( O AMOR em 1 Coríntios 13 ).

Jesus sempre foi o tema mais escrito da época. E, o Deus Criador dos céus e terra, era o tema central dos nossos pais da fé, Abraão, Isaque, Jacó, Moisés, Davi, entre outros.

 E, hoje sinto uma tristeza em ver uma geração sem expressão nenhuma ao seu Cristo e suas obras. Tudo se resume em pequenas palavras e símbolos.

 Você pode estar pensado que isso está certo, pois é a era de tecnologia e dos emoticons. Te pergunto:

 E se a Bíblia fosse escrita no nosso tempo, com todas essas “ferramentas” que se usam hoje? Não quero imaginar o que aconteceria.

Às vezes, um “emoticon” que é usado para expressar alegria, pode ser apenas uma máscara que esconde como ela realmente esta, como eu “leio” aquela expressão que pode me confundir e camuflar a “emoção” real que ela está sentindo.

Também existe a politicagem nas redes sociais, e isso também é perigoso.

Agora, fazer uma leitura em um texto é diferente, cada palavra nos mostra um mundo de sentimentos, que nos invade e nos transporta para dentro dele. 

Se você nunca se emocionou ao ler uma carta de um amigo ou parente, não vai saber o que eu estou falando.

A vida tem se resumido e expressado em bolinhas amarelas com expressões de sentimentos, (emoticons) ou, em uma única palavra, com o símbolo (#).

Não é mais a palavra que atinge nossa alma. A escrita foi criada para expressar sentimentos e idéias.

 Veja Gênesis, como cada palavra escrita te transporta realmente para uma terra “sem forma e vazia” (Gn. 1.2 ), tenta reproduzir isso em emoticons? Impossível! 

A poder nas palavras, ainda mais se ela fala de um Deus Poderoso!

Devemos retomar essas palavras poderosas em nossas vidas.

 Expressar esse Deus Poderoso e tudo o que Ele tem feito de poderoso em nossas vidas. Realmente o Verbo deve se fazer carne e habitar no nosso meio. 

A queda de uma cultura acontecerá quando não existir mais palavras. 

A palavra expressa o que realmente nós somos, se não há profundidade em nossas palavras, não haverá profundidade em nós.

 Que não venhamos a nos tornar pessoas rasas em palavras, pois…

 Se nossas palavras são, nós também nos tornaremos. 

Texto de Luiz Claudio Zimmermann e Correção de Poline Prado Zimmermann

Publicado em Uncategorized | 2 Comentários

Conferência Oração e Missões 

|| Conferência em Mogi Guaçu -SP | Serão dias intensos ||

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Escola Ativação no Rio de Janeiro

|| Se você é do Rio de Janeiro, apareça . Do dia 15 à 17 de Outubro ||

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Ceia na Comunidade 

|| Se você não tem um local para ceiar ou ter comunhão, você é bem vindo (a) a estar conosco nesse Domingo 26/06 as 10:00 para nossa primeira ceia || 

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Visão

 

04/06/16 às 17:18

Visão:
Vi um altar de uma igreja católica, e em cima dele um demônio todo dourado lendo um livro. A aparência deste demônio, era do “deus egípcio Anúbis”.
Olhando para esta visão ouvi uma frase: “Amamos o estupro”
Depois olhei para a esquerda, abaixo do altar, havia uma porta, e vi um padre sentado cabisbaixo. Este padre estava todo vestido com as roupas para fazer a missa. A estola dele era dourada. O padre estava ali como se estivesse sido substituído pelo demônio.
Depois disso, ouvi a frase: “Não modernize a fome”

Interpretação   
Igreja católica por si só, traz o símbolo de idolatria. Porém no altar deste lugar de idolatria, havia um demônio com a aparência do deus egípcio Anúbis. Na mitologia egípcia era o deus dos mortos, seu nome significa “Senhor do lugar de embalsamento”.

Ouvi a frase “Amamos o estupro”
Sobre esta primeira parte da visão, entendo que Adonai está nos mostrando nossa realidade como Igreja Brasileira. Onde existe a idolatria e mortandade espiritual, e a consequência disso, se criou uma cultura de amar a violação ao próximo, amar abusar do próximo, amar usurpar. Como consequência disso o sacerdócio tem sido substituído.

O Padre
Este padre estar na lateral é muito significativo. Porque ele simboliza o sacerdócio que foi colocado de lado. O padre estava vestido com a estola dourada. Esta estola é usada em festas importantes na igreja católica, como pascoa, natal, e eventos especiais.
A aparência do padre era de tristeza. Ele estava cabisbaixo.
Oque nos mostra um sacerdócio que foi substituído e sem esperanças e forças para funcionar de uma forma plena.
E isto, é a consequência desta cultura de “estupro”, que nada mais é do que culto a demônios, prática de feitiçarias. Todas as vezes que se usurpa, viola-se e se abusa de pessoas praticamos feitiçaria.

Então ouvi a frase “Não modernize a fome”     
Aqui o Senhor me trouxe outra mensagem sobre não modernizar o desejo por Deus. Vivemos em uma época que a igreja se modernizou a ponto de perder o zelo e o caráter piedoso. Como muitos homens de Deus já disseram, a igreja moderna tem sido a tragédia do cristianismo.
Na parte final da visão, está frase nos traz um aviso de não deixarmos que nossa fome por Deus seja modernizada, seja substituída por tanto ativismo e modernidade assim como a igreja acabou sendo modernizada!

Por  Eduardo Moro

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Serviço em Manoel Honório – Juiz de Fora

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

CCAP em Bom Jardim – Maranhão 

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário